You are currently viewing Revisão da vida toda: entenda o que é

Revisão da vida toda: entenda o que é

Até 1994, a aposentadoria era calculada com base em 80% das maiores contribuições pagas ao INSS. Com o Plano Real e, mais recentemente, a Reforma da Previdência as regras mudaram. Por isso, a revisão da vida toda é uma forma de recalcular o valor do benefício. 

Esse é um processo previdenciário que visa atender a três grupos específicos de trabalhadores. Através da revisão, existe a possibilidade de ter aumento no salário de benefício.

Sendo assim, se você não sabe do que se trata a revisão da vida inteira, fique tranquilo. Iremos explicar tudo sobre ela neste texto, assim poderá ver se tem direito ao recálculo da aposentadoria. Continue a leitura para mais detalhes. 

O que é a revisão da vida toda?

Esse processo é realizado para incluir os períodos de contribuição anteriores a Lei 9.876/99. 

Desde julho de 1994, a aposentadoria era calculada com 80% das contribuições mais altas realizadas ao INSS. Essa mudança no cálculo foi necessária pela entrada do Plano Real, alterando a Lei 8.213/91 na qual a conta era baseada. 

Hoje temos uma nova forma de calcular o valor da aposentadoria por conta da Reforma da Previdência. No caso, agora é feita uma média de todas as contribuições de julho de 1994 até a solicitação do benefício. 

Por conta de todas essas alterações sofridas, os valores contribuídos antes desse prazo são excluídos do cálculo. Então, quem ganhava um bom salário antes de 1994, teve alteração em sua renda ou deixou de contribuir após o período, acaba prejudicado. 

A revisão da vida inteira, como também é chamada, tem o objetivo de analisar, recalcular e, possivelmente, aumentar o benefício. 

Quem tem direito à revisão da vida inteira?

O processo é destinado a três grupos em específico cuja aposentadoria ocorreu entre novembro de 1999 a novembro de 2019. As datas coincidem com as alterações na legislação que são o objetivo da revisão. 

Sendo assim, a revisão da vida toda pode beneficiar:

  • quem teve poucas contribuições após 1994; 
  • quem teve uma baixa na renda mensal após 1994;
  • e quem ganhava um salário alto antes de 1994. 

Além disso, essa revisão pode ser feita em qualquer um dos benefícios do INSS concedidos após 1999. Então, se você recebe pensão por morte, por exemplo, e o segurado se enquadra nesses grupos, pode solicitar que o benefício seja revisado. 

As aposentadorias por tempo de contribuição, invalidez, idade e especial, assim como o auxílio doença, também podem passar pela revisão. 

Tenho direito, o que faço agora?

Agora que você sabe o que é a revisão da vida toda do INSS e quem tem direito, o próximo passo é solicitá-la. 

Para isso, será necessário encontrar um advogado especializado em direito previdenciário. Por ter os conhecimentos necessários sobre o assunto, este profissional realizará a revisão dos cálculos, para apontar se é vantajoso recorrer à mudança do benefício. 

Nossa equipe de advogados está à disposição para te ajudar com a revisão da vida inteira e tirar dúvidas sobre o assunto. Caso precise de suporte, entre em contato por esse link para falar com um advogado. 

Deixe um comentário